FAENA HOTEL MIAMI

Não é uma viagem, é uma narrativa. Não é um hotel, é uma locação para o filme que cada hóspede vive no Faena Miami Beach. O espaço físico tem uma história de glamour que ganha novas cores com a intervenção criativa de Alan Faena.

Antes de falar sobre o Hotel Faena e sua personalidade única, vale a pena situá-lo em um projeto maior, o Faena District. Localizado no coração de Miami Beach, se estendendo ao norte da 32nd Street para a 36th Street, entre o Oceano Atlântico e o Indian Creek, é uma área que se desenvolve em fases, sempre oferecendo uma nova experiência de uso, de convivência ou de entretenimento à cidade. Segundo seu idealizador, Alan Faena, cada um de seus elementos desafia a convenção, promovendo uma inclusão cultural que beneficia toda a comunidade.

Para ele, a definição de elegância é uma combinação inteligente de arte, design, tecnologia, serviço, natureza e sustentabilidade. É nesse clima de efervescência criativa que está inserido o Faena Hotel Miami Beach que, seguindo os passos de sua unidade portenha, encanta os visitantes pela suas particularidades e por sua inventiva abordagem do ato de hospedar. Tudo começa no histórico Hotel Saxony, originalmente construído em 1947 por George Sax e desenhado por Roy F. France e que reinou nos anos 50 e 60 como símbolo de glamour. Era ali que ícones de Hollywood como Frank Sinatra, Marilyn Monroe e Dean Martin deslumbravam as multidões.

Agora, tudo isso ganha nova forma e os 169 quartos e suites e 12 residências de cobertura, abrangendo os dois andares superiores da propriedade, foram inventados e reinventados. Para isso, Alan Faena contratou o diretor de cinema e produtor Baz Luhrmann e a designer de figurinos vencedora do Oscar, Catherine Martin, para desenvolver a narrativa daquilo que traduziria a essência do Faena Hotel Miami Beach. Juntos, eles criaram uma linguagem visual artística que lembra a atmosfera da década 1950. E chega até a contemporaneidade.

O Faena Hotel Miami Beach traz um atraente apelo Art Deco, sempre revisitado pelos olhos criativos de Alan Faena que não deixa que referências puristas aconteçam. Para ele, tudo é mescla, e é da combinação que nascem novas realidades. Assim, a grandeza do velho mundo aparece nos pisos de madeira, em contraste com o suntuoso veludo vermelho Faena e os banheiros azuis.

Outro ponto alto do hotel é o Teatro Faena, de nada menos do que 3 mil metros quadrados que traz um clima de cabaré à Miami Beach, com performances especiais de alguns dos mais talentosos músicos, dançarinos e cantores de todo o mundo. Enquanto os espetáculos celebram a noite, a área externa celebra a luz do sol e a área da piscina com palmeiras, também um cartão postal retrô, se completamenta com o serviço Faena Playa, que se estende pela areia branca intocada, logo em frente ao hotel. Na gastronomia, o empreendimento conta com o celebrado Los Fuegos de Francis Mallmann, o único restaurante dos Estados Unidos que traz o autêntico assado argentino. E também com o Pao, do chef Paul Qui, autor de um moderno e sofisticado menu de comida asiática.

Para complementar a experiência, o Faena oferece o Tierra Santa Healing House, um SPA que tem uma abordagem holística, e totalmente sul-americana, de bem-estar. Concebido como um oásis para o rejuvenescimento, o espaço possui tratamentos personalizados que combinam antigos rituais de cura sul-americanos, ingredientes indígenas e as mais recentes tecnologias anti-envelhecimento. Tratamentos com um quê de xamânicos, acupuntura, terapia de som e cor, e tratamentos faciais avançados convivem perfeitamente. É a mescla de Alan Faena sempre dando bons resultados.

whats app